Vigilância Sanitária atua após morte de macaco bugio no interior de Bituruna

16 de outubro de 2019Texto: Comunicação PMBSecretaria de Saúde e Saneamento

Nesta terça-feira (15) moradores da comunidade de Augusto Loureiro em Bituruna comunicaram os profissionais da Unidade de Saúde Lino Zini, no Distrito de Santo Antônio do Iratim, sobre a morte de um macaco bugio no interior do município. A unidade informou a Fundação Municipal de Saúde, através da Vigilância Sanitária, que recolheu o animal. Junto com a 6ª Regional de Saúde foram coletadas amostras para análise no laboratório estadual para averiguação da causa da morte.

A preocupação é sobre a possibilidade da morte ter sido causada por febre amarela. Bituruna não possui histórico da doença, contudo, a análise é necessária. Os resultados ficam prontos entre 10 e 15 dias. Caso a população encontre bugios na natureza, não se deve matá-los, de acordo com a Vigilância Sanitária os macacos não transmitem a doença para o homem, mas são um sinal de alerta da presença do mosquito transmissor na região. Se forem encontrados novos animais mortos é fundamental que seja comunicado os profissionais de saúde o quanto antes.


 
Compartilhe:

Prefeitura Municipal de Bituruna 2020. Todos os Direitos Reservados.