Audiência pública debate sobre os limites, possibilidades e consequências do uso de agrotóxicos

23 de maio de 2019Texto: Comunicação PMBSecretaria de Agricultura e Meio Ambiente

“Remédio na dose certa cura e na dose errada vira veneno”, esta foi uma das frases que abriu a Audiência Pública sobre o uso de agrotóxicos em Bituruna. O encontro foi promovido pela Prefeitura de Bituruna, através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, nesta quinta-feira (23), e visa é discutir de forma plural e democrática, sobre os limites, possibilidades e consequências dos usos desses materiais em lavouras biturunenses. Esta foi a primeira audiência de três que serão realizadas para ouvir o maior número de pessoas interessadas.

O objetivo num primeiro momento é conscientizar e orientar sobre a utilização dos produtos. “Esta demanda surgiu pois o assunto já está sendo levantado na esfera estadual e federal há um tempo e estamos muito próximos de receber obrigatoriedades a cumprir. Por isso, nos antecipamos e já estamos debatendo com os agricultores e outras partes envolvidas sobre o tema para que tenhamos um pensamento comum sobre o assunto”, destacou o prefeito de Bituruna, Claudinei de Paula Castilho. O presidente da Câmara de Vereadores, Mario Zampieron, demonstrou a abertura do legislativo em colaborar com uma futura legislação sobre o assunto. Os vereadores João Padilha e Amélio Zamboni também compareceram na audiência.

Durante a audiência, o fiscal da Adapar (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná), João Miguel Toledo Tosato, fez uma apresentação sobre o uso seguro de agrotóxicos. Entre os destaques da sua fala está a exigência da receita do engenheiro agrônomo para a compra do produto, que vai indicar o defensivo correto de acordo com o tipo de cultura, dosagem, aplicação, tipo de EPI (Equipamento de Produção Individual) e outras recomendações que envolvem o fabricante, comerciante, agrônomo, produtor e consumidor. Ao final dos encontros, será elaborada uma legislação que envolverá os critérios de comercialização, utilização e fiscalização de acordo com as características do município, respeitando as leis estaduais e federais já existentes.

Participaram do encontro o coordenador regional da Emater de União da Vitória, Rubens Antônio Sieburger Costa, supervisor regional da Adapar, Osny Kaseker, o secretário de Governo, Evandro Nunes, o diretor da secretaria de Agricultura, Fábio Cró, o presidente da Apruvibi (Associação dos produtores de uva e vinho de Bituruna), Claudinei Bertoleti, o presidente da Abem (Associação Biturunense da Erva Mate), representantes de associações rurais, produtores rurais, engenheiros e técnicos agrônomos, vigilância sanitária e sociedade civil organizada.


 
Compartilhe:

Prefeitura Municipal de Bituruna 2019. Todos os Direitos Reservados.