Dia de combate a exploração sexual infantil é marcado com passeata em Bituruna

16 de maio de 2014Texto: Imprensa Prefeitura Municipal de BiturunaSecretaria de Desenvolvimento Social e Comunitário

O Conselho Tutelar de Bituruna junto as Secretarias Municipais de Assistência Social, CRAS e Secretaria de Educação e Cultura promoveram nesta sexta-feira, 16 de maio, uma passeata para marcar o Dia de Combate à Exploração Sexual Infantil, com data oficial no dia18. A concentração aconteceu às 14h00 em frente à Prefeitura Municipal e percorreu o centro do município até a Rodoviária.

A Presidente do Conselho Tutelar Andreia Bolzani saudou a todos os presentes e ressaltou a importância sobre a data de 18 de Maio: “Alguns avanços já foram alcançados, como o Plano de Enfrentamento de Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, cuja implantação é uma realidade que vem sendo construída coletivamente com o governo e a sociedade civil, no âmbito de estados e municípios. Mas ainda há muito a ser feito, através da união de todos, que devem unir esforços para que a sociedade brasileira desperte para o tema e participe das ações de enfrentamento.”

A Secretária de Educação e Cultura Silmara Castilho disse:“A defesa dos direitos e a proteção de crianças e adolescentes vítimas de exploração sexual vem sendo promovidas mediante ações integradas com as áreas de educação, saúde, cultura e justiça, visando a reintegração social e ao retorno da criança ou adolescente ao convívio da família e da comunidade.” Na oportunidade a Secretária de Educação e Cultura Silmara Castilho agradeceu ao Prefeito José Constantino de Lara Ribas pelo apoio e justificou a sua ausência pois estava em reunião com prefeitos da AMSULPAR na cidade de União da Vitória.

O evento que foi aderido por cerca de cem participantes contou com alunos do Clube dos Amiguinhos, do Formiguinha, do Abelhinha, e também do Colégio Estadual Irmã Clara de Santo Antônio do Iratim e muitos munícipes que estiveram prestigiando e apoiando o evento.

A violência sexual contra crianças e adolescentes é um problema mundial. Por ser ilegal, clandestina e em grande parte doméstica, é uma questão ainda pouco visível e difícil de ser qualificada, o que dificulta a punição dos agressores responsáveis. O mais freqüente tipo de violência que estão sujeitas as crianças e adolescentes, é aquele denominado estrutural, em função da precária situação sócio-econômica das famílias das quais, grande parte das crianças e adolescentes vítimas se originam.

        A data foi instituída pela Lei Federal 9.970/00 e lembra um violento crime sexual que aconteceu em 1973 na cidade de Vitória (ES) contra uma menina de apenas oito anos, conhecido como ‘Caso Aracelli’. Os criminosos nunca foram responsabilizados. O marco é uma conquista na luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes de todo país.


 
Compartilhe:

Prefeitura Municipal de Bituruna 2018. Todos os Direitos Reservados.